Como escrever horas e datas :: Boletim 168

CapAdmin janeiro 2, 2012 Nenhum Comentário »
COMO ESCREVER HORAS E DATAS

Para escrevermos horas, é bom lembrar que não se põe s na abreviatura; também não se põe ponto. Hora (s) é abreviado com um h; minutos, com m ou min; segundo (s) com s. Ex.: 9h20m ou min; 9h25m ou min (não há ponto).
Há quem não aceite a abreviatura m porque acha que alguém poderia entender como metro, que tem a mesma abreviatura. Nunca ouvi ninguém ler: “São nove horas e quinze metros”. Você já ouviu?
Não escreva, portanto: 9:25h; 9h 25´ 6´´.

E datas, como abreviar? Você pode separar o dia do mês e ano com ponto, com barra ou com traço, indiferentemente. Escolha.
Hoje são: 31/12/2007 ou 31-12-2007 ou 31.12.2007.
O Manual da Presidência da República prefere ponto. Veja:

Comissão encarregada de elaborar, sem ônus, a primeira Edição do Manual de Redação da Presidência da República (Portaria SG no 2, de 11.1.91, DOU de 15.1.91): Gilmar Ferreira Mendes (Presidente), Nestor José Forster Júnior, Carlos Eduardo Cruz de Souza Lemos, Heitor Duprat de Brito Pereira, Tarcisio Carlos de Almeida Cunha, João Bosco Martinato, Rui Ribeiro de Araújo, Luis Fernando Panelli César, Roberto Furian Ardenghy.

19.6.8. Rejeição do Veto e Entrada em Vigor da Parte Mantida pelo Congresso Nacional
Considerando que a lei sancionada parcialmente entra em vigor consoante cláusula de vigência nela estabelecida, ou nos termos do disposto na Lei de Introdução ao Código Civil (Decreto-Lei no 4.567, de 4.9.1942, art. 1o), resta indagar se se aplicam, no caso de rejeição de veto parcial, as regras relativas à entrada em vigor da lei como ato normativo autônomo, ou se a parte vetada tem a vigência idêntica da parte não vetada.

ANEXO

Art. 8o
§ 1o A contagem do prazo para entrada em vigor das leis que estabeleçam período de vacância far-se-á com a inclusão da data da publicação e do último dia do prazo, entrando em vigor no dia subsequente à sua consumação integral. (Parágrafo incluído pela Lei Complementar no 107, de 26.4.2001)

Para encerrar, RISCO DE VIDA OU RISCO DE MORTE?

Use como lhe aprouver; empregue a forma de que você gostar mais.
Eu prefiro risco de vida (risco de perder a vida). De uns tempos para cá, resolveram (quem?) que risco de morte é melhor, porque não se corre risco com ocorrências positivas, todavia, conforme você já viu, o risco é de perda.

Posts Relacionados