Uso do porquê – parte 1. Verbos. Carta comercial. Vocabulário. :: Boletim 6

Por quê?
No último boletim , colocamos a seguinte frase, com o uso errado do porquê:
“Porque (sic) os brasileiros estão deixando o Brasil”. E prometemos a explicação. Aqui vai:
A grafia correta da frase é “Por que os brasileiros estão deixando o Brasil”.
Esse porquê é separado. Veja a razão.
Por que
1-Quando você puder pôr a palavra razão (motivo) logo após.
Por que comemorar os 500 anos do . . . . . . . . . .
( por que razão)
Algumas pessoas se indagam por que (razão) comemorar o descobrimento do Brasil.
Aquela regra que diz que porque é junto quando for resposta e separado quando for
pergunta é uma maneira incompleta e simplificada de explicar o uso do porquê.
Assim:
Por que (razão) os brasileiros estão deixando o Brasil.
No próximo número , veja por que pusemos acento em alguns porquês.
——————————————————————————-
Pistas para conjugação
O jornal X publicou: Fleury intermedia (sic) discussões.
Observe que há vários verbos terminados por iar: criar, negociar, presenciar, odiar,
premiar, arriar, adiar, ansiar; existem alguns cujo presente do indicativo é eio, e
outros, io.
Como saber? Observe (processo mnemônico): AMORI ou MARIO são as iniciais dos verbos que têm
o presente do indicativo em eio: ansiar, mediar (intermediar), odiar, remediar e incendiar.
Então: anseio, medeio (intermedeio), odeio, remedeio e incendeio.
Os demais têm o presente do indicativo terminado em io: crio, negocio, presencio, premio,
arrio, adio.
Quando o verbo tiver o substantivo correspondente terminado por ditongo, o presente poderá
ser eio: premeio (prêmio); negoceio (negócio). No Brasil, não é comum na norma culta.
Então: Fleury intermedeia discussões.
——————————————————————–
No trabalho
Uma tendência atual é restringir o fecho das correspondências comerciais ao uso de

Atenciosamente, Cordialmente (hierarquicamente igualitária ou descendente ) ou
Respeitosamente (hierarquicamente ascendente).
———————————————————————————————————————–
O leitor tem a palavra
Colocação
Uma de nossas leitoras assíduas atentou para o uso constante e inadequado da palavra
colocação.
É verdade, estão usando colocação como palavra curinga para mascarar o pauperismo vocabular.
Veja os exemplos que ela nos mandou:
Ele fez uma colocação. Era uma colocação errada.

E ela mesma nos sugere a substituição:
Ele fez uma observação. Era uma ideia errada.

If you enjoyed this post, please consider leaving a comment or subscribing to the RSS feed to have future articles delivered to your feed reader.